Programas de entretenimento: entreter ou alienar?

Murilo Maciel de Paula Todos os dias os brasileiros são bombardeados com dezenas de notícias cada vez mais caóticas. No estado atual do país, onde se noticia, a todo o momento, surtos de doenças, o tramitar dos processos políticos nacionais e tudo o que acontece de importante no país e ao redor do mundo, redes televisivas, como a Bandeirantes, oferecem ao público uma diversidade de programas de entretenimento.

O diferencial está não somente na programação, mas em seus canais que compõem o Grupo Bandeirantes, como por exemplo, o BandSports, que é voltado para todas as modalidades de esporte, desde Artes Marciais ao Futebol. E por falar em futebol, o canal aberto da emissora traz jogos ao vivo, com comentaristas capacitados para auxiliar e até mesmo debater com o telespectador sobre os times e as táticas utilizadas por seus técnicos.  Além do futebol e do esporte, existe uma programação montada com o intuito de entreter e divertir as pessoas que assistem ao canal. Um exemplo é o programa MasterChef, um Reality sobre culinária.

Essa programação estende-se para fora dos televisores e atinge outras mídias. A internet, principalmente no site Twitter, bomba em dia de jogos ou em dias de MasterChef. Todos interagem, comentam sobre tudo que acontece e criticam o tempo todo e comemoram ou sofrem suas vitórias e derrotas nas redes sociais. As pessoas tiram o foco de todas as coisas ruins que acontecem o tempo todo no país e se permitem divertir pelo tempo em que duram aqueles programas ou os jogos.

O importante é lembrar que isso tudo não se trata de uma forma de alienar a população a respeito do que acontece no Brasil e no mundo, a maior parte dos telespectadores que assistem a esse tipo de programação, acompanham também aqueles que tratam de notícias e são capazes de distinguir e compreender por si só o que lhe noticiado.

De fato, noticiar a sociedade é muito importante, afinal, é uma forma de instruir o cidadão para que ele se mantenha informado e seja capaz de se posicionar a respeito dos acontecimentos. Mas isso não impede que eles também possam se divertir e ter um momento de descanso e descontração com seus familiares e amigos, seja em casa ou comentando em redes sociais.